quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Reportagem da Confraria dos Artistas de Santa Cruz Cabrália-Ba na Rede Record de televisão

video

Projeto Historarte - A arte através das disciplinas escolares

HISTORARTE UM PROJETO QUE ENCANTA OS ESTUDANTES
A Loja Maçônica de Santa Cruz Cabrália foi placo nesta sexta-feira (22) de um belíssimo evento organizado pela equipe da Escola Municipal Antonio Sambrano Guerra.
O projeto Historarte presenteou o público com a exposição de réplicas das obras de renomados artistas brasileiros, como Portinari, Tarsila do Amaral, Di Cavalcanti, entre outros, tudo feito pelos próprios alunos, que além de produzirem os trabalhos, também ficaram encarregados de contar a história dos artistas e do período em que as obras foram criadas.
Idealizado pelo professor Leonardo Ramos de Oliveira, o trabalho recebe este nome pelo fato de integrar conceitos de História e Arte, atuando também em parceria com outras disciplinas.
Em sua segunda edição, o Historarte já está colhendo os frutos do sucesso do trabalho de 2009, quando foi realizado na própria escola e este ano conta com espaço maior e mais adequado para as exposições, que já despertaram interesse até do Centro de Cultura de Porto Seguro, que pretende expor os trabalhos no município vizinho. Para o professor Leonardo, a evolução dos trabalhos em um ano é visível. “A pintura dos alunos melhorou, assim como a compreensão das técnicas. Nossas crianças têm muita habilidade e o projeto foi um incentivo para o desenvolvimento do potencial delas, suprindo a carência das práticas artísticas”
Para o próximo evento, o professor pretende acrescentar música e teatro à mostra. Estão de parabéns os alunos e toda equipe da escola, que direta ou indiretamente participaram e contribuíram para o sucesso deste projeto.
ALUNOS/ARTISTAS E SUAS OBRAS

EQUIPE DA ESCOLA ANTONIO SAMBRANO GUERRA

A ARTE PULSANDO NOS ESTUDANTES









segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Fotos & Fotos 2º aniversário da Confraria

Escultura em madeira - cobra engolindo pato -
Marcos Fagundes
Moveis Rústicos por Wagner Santana
Bonecos em papel marchê por Marcos Fagundes
Bijuterias em coco por Roberto Silva
Instrumentos musicais artesanais / Marcelo Bottini
Artesanato em Papel Marchê e arame / Cabaças
Produção Marcia Santana e Marcos Fagundes
Artesanato em coco e madeira de Roberto Silva
Circuito Cultural Lusófono
Livros da arte literária portuguesa - Jorge Martins













segunda-feira, 20 de setembro de 2010

II ANIVERSÁRIO DA CONFRARIA DOS ARTISTAS

ANIVERSÁRIO DA CONFRARIA DOS ARTISTAS DO BRASIL
SETEMBRO DE 2010

Êta mundo véio! Nosso lema daqui pra frente é: “ Nóis insiste, persiste mas nunca desiste!” , e é por isso mesmo que chegamos aonde chegamos. Conseguimos fazer uma linda festa, tudo correu maravilhosamente bem, dizer mais o quê? Quem esteve presente com certeza não se arrependeu, quem esteve presente na verdade se deliciou com todas as apresentações que foram feitas com muito amor, com muito carinho, com alma, botando todo talento que todos nós temos e as vezes deixamos adormecido por motivos que nem sempre sabemos. Mas então, que beleza ver novos valores que ainda não tinham aparecido na confraria, como por exemplo a Banda de Forró Sola de Pé, essa até que já bastante conhecida na cidade, mas também a Banda de Reggae Lyons Day, que apresentou brilhantemente seu trabalho próprio inclusive com músicas suas, a Banda Coróia, os meninos do rock and roll mandaram vê, que maravilha! Roger e sua companheira demonstrando que entendem do assunto, fora é claro os dinossauros da confraria que se fizeram, como sempre, presentérrimos. Redundantemente falando, sim porque todos assíduos dos eventos da Confraria, já estão carecas de conhecer o trabalho desenvolvido, como o de Emanuel declamando “Jessiê Quirino” em dois cordéis sensacionais, tocando uma MPB de altíssima qualidade além de acompanhar os novos talentos como a menina da flauta doce (vide fotos), a já formada em música Indara Mel, que mostrou seu talento no violino e na flauta doce, Gustavo seu filho na mesma rota, solando ou acompanhando talento puro. Bené do CSA, puxando uma do Zeca Pagodinho pra diversificar, Zé Buião do bandolim, alias o nosso mais velho da Confraria toca de tudo e com muita honra tem nos dado o prazer de sua presença, outros músicos como nossa doce Cris, pura MPB, com sua linda voz e uma levada na viola toda sua, Vitor talento novo já também se tornando assíduo nos eventos, os bateristas Julinho do Garatéia e Renato, Ray na guitarra, Ronildo na percussão, Murilo Saxofone dispensa apresentações pois atualmente já é um profissional dono de um swing espetacular, Serginho com sua levada de reggae personalisada enfim se esqueço nomes me perdoem, pois lá se vai uma semana e só agora sentei pra escrever sobre a festa, portanto é bem possível que esqueça de pessoas e coisas que deveria ter transcrito para o nosso blog.
Claro, preciso deixar um grande abraço e agradecimentos para aqueles que nos apoiaram e ajudaram de alguma forma, como por exemplo os responsáveis pelo Lual do Barra Mares, Restaurante Rabo de Saia, a Prefeitura Municipal de Cabrália, Aziz Ramos que pela segunda vez nos brinda com o bolo de aniversário, Niltão e amigos (Veracel) que nos ajudaram na confecção das belíssimas camisetas que infelizmente só foi possível presentear os artistas e algumas poucas pessoas em função do número de camisetas que foram feitas, mas não fiquem triste que faremos mais no próximo evento, porém não mais gratuitamente.
Não posso deixar de falar também no IASA que através da nossa amiga Lola, gentilmente trouxe os meninos de Santo André para uma apresentação com instrumentos criados pelo luthier Marcelo Bottini e confeccionados pelas próprias crianças, trabalho espetacular que merece todo nosso apoio e a Confraria abre os braços para esse tipo de iniciativa. O artesanato esteve presente (vide fotos), nas barracas com material em casca de côco, instrumentos musicais do Marcelo, peças em papel marchê da Márcia Santana, entalhes e esculturas em madeira bruta do grande artista Marcos Fagundes, moveis rústicos trazidos por nosso amigo Cláudio Benfica de artesãos do bairro Tânia, Jorge Martins, do Circuito Cultural lusófono, apresentando a arte literária portuguesa com vários livros, enfim, tudo estava perfeito e assim decorreu a noite na mais tranqüila e gostosa harmonia para deleite dos artistas e público presente.
Pois bem, acho que já falei bastante e agora vou deixar vocês com as fotos do evento, um vídeo e algumas faixas gravadas ao vivo durante o evento pelo nosso amigo e colaborador Eduardo Macal, por aqui fico e até o próximo evento... fui!